Resenha: Amores, trens e outras coisas que saem dos trilhos / Jennifer E Smith

Resenha: Amores, trens e outras coisas que saem dos trilhos / Jennifer E Smith

Você teria coragem de embarcar numa viagem de trem durante uma semana com um completo desconhecido?

Resenha 🌷

302 páginas // Jennifer E Smith / Galera Record
Olá leitores, hoje trago a resenha do livro AMORES, TRENS E OUTRAS COISAS QUE SAEM DOS TRILHOS, que eu recebi e li em parceria com a editora Galera Record.

Antes de entrar na universidade, a namorada de Hugo teve uma brilhante ideia: que ambos viajassem de trem durante uma semana, já que estudariam em locais diferentes.

Essa seria uma ótima forma de aproveitar esses últimos momentos juntos, se ela não tivesse acabado de terminar o namoro.

E agora, ele se vê com passagens e todas as reservas não reembolsáveis no nome dela.

Sem ter o que fazer, ele resolve então arriscar e colocar um anúncio, procurando alguma pessoa que tivesse o mesmo nome e aceitasse embarcar nessa aventura com ele.

Mae Campbell está desiludida. Depois de seu vídeo não ter sido aceito pela faculdade, e ela ter visto seu sonho de ser cineastra adiado, ela não sabe o que deu errado.

Quando ela vê um menino procurando uma pessoa com o mesmo nome dela, para uma viagem de trem pelos Estados Unidos, ela sabe que talvez seja uma enorme loucura.

Mas, ela sente que se não arriscar agora, ela jamais arriscará em nada.

Em busca de se conhecer melhor, ela aceita essa oportunidade e embarca com medo, mas decidida a viver cada momento.

O que nem Hugo e nem Mae contavam, era que a medida que fossem se conhecendo, um sentimento novo fosse surgindo.

Contudo, eles não podem esquecer que existe uma vida fora do trem, e que os dias que passaram juntos estão prestes a terminar.

🌷Que história mais fofinha.
Desde o primeiro momento que me deparei com essa capa e li a sinopse eu fiquei super encantada com a premissa.

Então, quando o livro chegou, eu acabei furando a fila e comecei essa história.

Eu adorei muito a personalidade tanto do Hugo, como também da Mae.

O Hugo cresceu carente de silêncio. Tendo nascido de uma gestação de sêxtuplos, ele sempre teve a companhia dos irmãos e o apoio deles.
Mas, por conta disso, ele nunca se descobriu sendo uma pessoa sozinha, ou vivendo algo que não envolvesse todos os seus irmãos, e os holofotes de nascer numa família tão grande.

E quando ele viaja, ela aprende muito sobre seus desejos, medos e anseios.

E a Mae já é o oposto. Ela cresceu sendo filha única, em um casal de dois pais, e nunca soube viver intensamente com outras pessoas.
A medida que ela aceita viajar com ele, ela descobre muito sobre si também, mas principalmente sobre se doar, e sobre o amor.

E narrativa é envolvente, gostosa, e você lê tão rápido que nem sente, ainda mais por a narrativa ser intercalada, aonde vamos acompanhando os sentimentos de ambos os personagens.

Então, se você quer um livro leve, gostoso de ler, e sem muitos dramas, se jogue nessa história fofa, pois irá adorar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s