Resenha: A aurora de lótus / Babi A. Sette

Resenha: A aurora de lótus / Babi A. Sette

💬 “Você acredita que o amor pode caminhar com o medo, mas o medo é oposto do amor. O amor não ganha do medo lutando contra ele. E, sim, por ser tão mais forte que se sobrepõe a ele.”

Resenha 🌷

463 páginas // Babi A. Sette
Olá leitores, hoje trago a resenha do livro A AURORA DE LÓTUS, que eu recebi e li em parceria com a autora, Babi A. Sette.

Zarah cresceu em um bairro hebreu, do antigo Egito, onde vivia uma vida pobre junto a seus pais.

Contudo, após a morte de seu pai, a situação dela e de sua mãe piorou drasticamente.

Para sobreviver, ambas tinham que trabalhar duro, para conseguir pelo menos terem o que comer.

Quando um episódio acontece e ela acaba sendo salva por Ramose, um importante e poderoso comandante egípcio, ela não imagina o quanto sua vida seria capaz de mudar.

Envolvida numa paixão avassaladora, ela se vê encantada não somente sobre como sua vida poderia melhorar, mas também como ela poderia ajudar toda a comunidade em que cresceu.

Então, Zarah se vê envolvida a cada dia mais por essa paixão inebriante, que a cada dia que passa, se torna mais intensa, possessiva e acaba fazendo com que ela se esqueça de si mesma e de todos os seus valores.

Para reencontrar a liberdade, ela terá que lutar com todas as suas forças para em busca do que acredita, mas acima de tudo, embarcar numa jornada de autoconhecimento e descoberta.

🌷Há cerca de um mês atrás, eu mediei uma live com a autora, onde ela contou um pouco sobre o que está história iria tratar.

Naquele momento, eu soube que eu precisava ler essa história.

Começa que eu sinto uma ligação enorme com o Egito, e saber que seria um romance ambientado neste cenário, e ainda mais, em uma época onde o povo egípcio era um dos povos mais importantes do mundo, com certeza prendeu e muito a minha atenção.

Contudo, eu confesso que não estava preparada para tudo o que eu iria sentir nessa história.

Agora, quando eu lembro que a autora disse que foi um livro que mexeu muito com ela, eu consigo entender totalmente o porquê.

QUE HISTÓRIA!
Eu simplesmente perdi a conta de quantas vezes eu fiquei arrepiada, imersa, obcecada… e eu senti tantos sentimentos durante a leitura, que ela verdadeiramente mexeu comigo.

Foi impossível não ir às lágrimas. Impossível não chorar compulsivamente, porque ver a busca da Zarah por liberdade, por um amor verdadeiro, foi algo que mexeu absurdamente com o meu coração.

E, ao mesmo tempo, que eu queria vê-la se “reencontrando” consigo mesma, eu sofria, porque eu me apaguei a outros personagens também, e a dor de cada um deles, acabou sendo a minha dor.

É uma história intensa!
Tão intensa, que chega a ser inesquecível, porque como você apaga o misto de sentimentos que sente ao lê-la? Não tem como. É impossível.

Eu não quis nesta resenha nem falar tanto sobre a história, porque eu quero que você seja surpreendido como eu fui.

E por fim, quero deixar uma frase que li na história, e resume bem, tudo o que eu senti e tudo o que eu acredito na minha própria vida: coincidência é uma palavra para explicar coisas sem explicações.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s