Resenha: Metido de terno e gravata / Vi Keeland / Penélope Ward

Resenha: Metido de terno e gravata / Vi Keeland / Penélope Ward

💬 “Não tenha medo de se machucar. É muito melhor do que nunca sentir nada realmente intenso. Até a alegria temporária é melhor que nada. Você tem medo de se machucar como eu tenho medo de morrer. Isso não significa que não vou viver cada dia plenamente.”

Resenha 🌷

240 páginas//
Olá leitores, hoje trago a resenha do livro METIDO DE TERNO E GRAVATA, que eu recebi e li em parceria com o Clube Essência.

Quando observei completamente hipnotizada um cara sentado em um banco do outro lado do corredor do trem, eu só consegui prestar atenção em duas coisas: a primeira era que ele se achava um Deus, gritando com quem fosse pelo telefone.
E segundo, que de fato, ele era um Deus quando se falava em beleza e atitude.

E então, quando o trem chegou na estação, ele saiu com tanta pressa, que seu celular caiu sem nem que ele se desse conta.

O que você não sabe, é que eu amo saber da vida alheia, e não resisti a vontade de vasculhar tudo o que aquele celular tinha para me falar sobre aquele homem estranho e dono de si.

Até que resolvi tomar uma atitude e devolver o celular.
E descobrir que ele era ainda mais metido do que eu já achei ao encontrá-lo a primeira vez.

Um verdadeiro babaca.

E talvez, só talvez, para provocá-lo, eu tirei algumas fotos minhas, mostrando alguns atributos físicos que eu sabia que o fariam repensar nas atitudes que tomou, ao me ignorar quando eu só quis ajudá-lo.

Contudo, eu não esperava que ele respondesse a essa provocação.
Menos ainda, que dessa pequena brincadeira, eu fosse acabar me apaixonando por esse metidinho de terno e gravata.

🌷Eu sei, vocês provavelmente já devem estar pensando “lá vem ela falar novamente sobre um livro Vi Keeland e da Penélope Ward”.
Mas, que culpa eu tenho se elas escrevem romances que me deixam sempre apaixonada?

Bom, eu li este livro, quando lá em meados de 2019 a editora lançou ele em e-book, e vocês não sabem a satisfação de ter agora um físico dele em casa.

Essa história é uma das minhas favoritas dessa dupla que não sabe escrever um livro, que não seja no mínimo excelente.

A Soraia é uma das mocinhas mais altruístas e boas que eu já li até hoje.
Não se deixe enganar por seus cabelos coloridos, ou suas roupas juntas, e muito menos por suas tatuagens, já que por trás de uma mulher decidida, altiva, e sabe o quanto é linda, existem inseguranças que ela carrega dentro de si, que até hoje a marcam mais do que ela queria que fosse de fato.

É impressionante como a rejeição de um ente que amamos, consegue mudar totalmente a nossa percepção de mundo, não é? Por isso, escolhi neste dia dos pais, publicar está resenha.

A Soraia, foi uma personagem que sempre tentou entender o porque seu pai ter abandonado não somente sua mãe, mas ela, uma filha que nunca fizera nada de errado, e assumido a criação de outra criança, sem nem se preocupar ou permanecer ao lado dela.

Atitudes assim, marcam mais do que muitas vezes as pessoas imaginam.

E isso, foi algo que moldou a mulher que a Soraia é, mas principalmente sobre como ela não quer que outra pessoa passe pelo que ela passou.

E quando conhecemos ela, e seu jeito forte, e nos deparamos com um Graham, rico, metido, e se acha o dono do mundo, pensamos que não pode existir um casal mais diferente no mundo.

Mas, nas diferenças entre eles, vamos encontrar as principais semelhanças.

O quanto um complementa o outro, é algo surreal.

A forma como o Graham se apaixona e trata a Soraia, é algo que pouco se vê atualmente.

Ele faz por ela, tudo e mais um pouco. E o que eu mais prezei na relação entre eles, foi a sinceridade com que ele assumia seus sentimentos, e como ele fazia sempre o impossível para que ela fosse feliz.

Esse casal foi uma surpresa tão grande, mas tão grande para mim, sendo impossível não me apaixonar por eles.

Foi impossível não torcer por um final feliz, não esperar ansiosamente cada página lida, cada declaração, cada detalhe, cada superação, e que mostrou, que a pessoa certa, sempre irá nos puxar para cima.

Ela sempre estará do seu lado, e jamais irá te abandonar.

Soraia e seus cabelos coloridos.
Graham e seu jeito aparentemente metido, mas de um coração enorme.
As cenas quentes na medida certa.
A presença de personagens secundários que só engrandeceram a história… enfim, tudo! Absolutamente tudo me conquistaram aqui.

Foi impossível não se tornar um dos meus romances contemporâneos favoritos dessa dupla que sempre nos surpreende com histórias lindas de amor.

Que o amor sempre vença, não importa as diferenças e o que a sociedade nos tenta determinar.

O amor sempre será mais importante do que tudo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s