Resenha: Uma voz ao vento / Francine Rivers

Resenha: Uma voz ao vento / Francine Rivers

Olá leitores, hoje trago a resenha do livro UMA VOZ AO VENTO, primeiro livro da trilogia Marca do Leão, que foi lido pela colaboradora, Ale.


Sinopse 🌷:

Um romance entre a decidida escrava Hadassah e o belo aristocrata Marcus. Os dramas e paixões de judeus, romanos e bárbaros em Roma, setenta anos depois de Cristo 

Depois de sobreviver ao massacre de sua família e à destruição de Jerusalém pelos romanos, Hadassah é capturada e vendida para a família de um rico comerciante. Levada a Roma, ela se torna escrava pessoal da hedonista Júlia Valeriano. Hadassah se esforça para seguir os ensinamentos de Jesus, mas é forçada a manter sua religião em segredo para sobreviver. Confusa e sozinha, ela só tem a própria fé para se agarrar enquanto tenta sutilmente trazer Deus para a vida de seus senhores.


Precipitada e egoísta, Júlia tem um relacionamento conturbado com Hadassah, enquanto o irmão dela, Marcus, olha para a escrava cada dia com mais admiração. É possível que o amor entre Hadassah e Marcus floresça, considerando não apenas a posição de ambos na vida, mas também a lacuna entre a fé inabalável de Hadassah e a total descrença de Marcus?


Ao mesmo tempo, Atretes, um soldado capturado na Germânia, é forçado a se tornar gladiador. O declínio de Roma está começando, e a decadência de uma civilização à beira da autodestruição serve como um poderoso pano de fundo para a luta do bárbaro pela sobrevivência na arena.


Primeiro livro que li de romance bíblico e posso dizer que estou apaixonada.

Aprender mais sobre religião através de um romance foi certeiro para mim. Mesmo lendo bastante a bíblia, nunca algumas palavras e evangelhos fizeram tanto sentido como nesta leitura.

Que delícia foi acompanhar este romance com personagens bíblicos tão presentes em minha vida.

Ouvir de João, Thiago, Maria Madalena e o próprio Jesus como amigos da personagem principal foi um presente.

Um livro incrível, que te toca de maneira especial sobre o cristianismo e mais ainda sobre a importância de Jesus Cristo na vida da humanidade e no meu caso na minha.


O livro me deu a oportunidade de conhecer fatos reais da luta do Cristianismo no mundo.

Foi tão impactante saber do domínio de Roma, do seus costumes, da destruição de Jerusalém, da dizimação dos judeus, da luta de um povo em busca da sua verdade, através de um amor maior que o de homem e mulher, um amor de Deus, de alma.

Hadassah nos dá uma lição de vida, de abnegação, amor, cuidado, humildade e fé. Marcus nos mostra que sempre há tempo para buscarmos o que nos torna verdadeiramente feliz, Júlia nos mostra que nossas escolhas tem consequências tanto para o bem quanto para o mal.

Os Valerianos tem um papel fundamental na fé da personagem. No final a fé em Jesus Cristo nos conforta e nos protege de todas as formas.
São tantos pontos que terei que comentar numerando cada um:


1- Se você for encarar esta leitura saiba que é um livro grande, que obrigatoriamente tem que ler o segundo livro, pois é uma continuação, uma narrativa lenta totalmente descritiva em detalhes.


2- A história demora muito para acontecer, teve horas que me questionei o porquê. Hadassah e Marcus vão se encontrar só depois de 50% de leitura e consumação desse amor não acontece nesse livro.


3- A escritora não entrega necessariamente o que esta na sinopse, a história de amor de Hadassah e Marcus não acontece nas formas tradicionais que conhecemos (até porque estamos falando de uma mulher que coloca Deus sobre todas as outras) e fica em segundo plano na história tão rica de outros personagens.


4- E por falar em personagens, os coadjuvantes são incríveis, bem detalhados e de extrema importância para entendermos a história de amor de Hadassah com Jesus Cristo, a maior parte do livro conta a história de Julia Valeriano (irmã do Marcus) que é a dona da escrava Hadassah. Julia tem sua história narrada detalhadamente: adolescente, casamentos, filhos, amores e paixões. Tudo isso sob a observação atenta, muito amor e proteção da escrava Hadassah. E o outro personagem importante é o gladiador Atretes, um guerreiro germano que virou escravo em Roma e luta para ter sua liberdade. Portanto caro leitor, não espere neste livro o tão falado amor de Marcus e Hadassah.


5- Livro complexo cheio de metáforas para a vida, acontece em muitos lugares diferentes, com histórias diferentes as quais não se cruzam ao longo da trama. Por muitas vezes me perguntei qual o papel do Atretes na narrativa (vamos entender com 90% do livro).


6- Não espere um romance com muito amor, beijos e afins. É uma história triste, com um final trágico para todos os personagens, mas que faz todo sentido, a mensagem que a Francine Rivers quer nos passar.


Mas no FINAL a leitura vale a pena. Quer um livro para tocar sua alma ? Leia sim Uma Voz ao Vento !!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s