Resenha: Amar é Relativo / Sophie Kinsella

Resenha: Amar é Relativo / Sophie Kinsella

💬 “Nós sabemos que somos diferentes. E vamos tentar lidar com isso. — Olho bem fundo nos olhos dele. — Vamos respeitar um ao outro. Não consigo amar tudo na sua vida, e você não consegue amar tudo na minha. E… você sabe. Está tudo bem.”
Resenha 🌷

392 páginas // Sophie Kinsella
Olá leitores, hoje trago a resenha do livro AMAR É RELATIVO, que eu recebi em parceria com a editora Record, lido pela colaboradora, Juh Pongeluppe.

Ava está totalmente desiludida em relação ao amor, e depois de seu último termino, tudo o que ela quer é não pensar em novos relacionamentos por um tempo.

E para isso, ela decide ir a um retiro de escrita na Itália, onde a regra é que você não pode revelar sua identidade ou falar qualquer detalhe sobre sua vida pessoal.

Para Ava é um lugar perfeito, pois, ela poderá se concentrar totalmente no livro que está escrevendo.

Contudo, ela não esperava conhecer um holandês lindíssimo, que a fizesse questionar se não quer mesmo saber de novos relacionamentos.

Os dias que passam juntos acabam sendo mágicos, porém, ela sabe que cedo ou tarde o retiro irá terminar, e ela deve retornar para sua casa em Londres.

Ao voltar a realidade, ambos percebem que apesar de estarem totalmente apaixonados um pelo outro, eles são totalmente diferentes, o que poderá pôr em risco todo aquele sentimento que nutriram durante o retiro.

🌷Confesso que a história foi totalmente diferente do que eu estava pensando que seria.

O começo foi um pouco lento, e em vários momentos eu pensei seriamente em desistir da história.

Meu maior problema no início foi em relação à personalidade da Ava, porque o jeito dela me incomodou um pouco, porque ela aceitava algumas coisas que para mim não eram aceitáveis, mas que em outros momentos ela queria muito ser “a dona da razão”.

Confesso que a princípio eu tive muita dificuldade com essa personalidade dela, e não consegui também torcer pelo relacionamento dela com o Matt.

Contudo, a medida que o livro foi avançando, e chegando próximo do final, os personagens foram saindo de suas “bolhas”, e acabaram tendo uma evolução significativa, o que fez com que eu terminasse achando a leitura agradável.

Um ponto bem positivo da história, foram os amigos de ambos, dos quais eu me diverti muito e cheguei a gargalhar com eles, e foram o que deixaram a história mais leve, e que me fizeram continuar a leitura.

Outro ponto que me agradou foi a mensagem que ele deixa, que não devemos desistir das coisas sem tentar, e que muitas vezes, se quisermos de verdade fazer algo dar certo, depende de um esforço em conjunto.

Então, apesar de não ter sido uma história que tenha me conquistado totalmente, recomendo que leiam para tirarem suas próprias conclusões.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s