Resenha: Tempestade Selvagem / Beverly Jenkins

Resenha: Tempestade Selvagem / Beverly Jenkins

💬 “— Eu vestiria você de joias, porque você é minha joia, Spring Rain.
Ela murmurou:
— Não precisa dizer esse tipo de coisas para mim, Garrett.
— Não digo por você. Digo por mim. É como me sinto. É uma declaração, uma afirmação, uma verdade.”

Resenha 🌷

224 páginas // Beverly Jenkins // Editora Arqueiro
Olá leitores, hoje trago a resenha do livro TEMPESTADE SELVAGEM, segundo livro da série mulheres pioneiras, que eu recebi e li em parceria com a editora Arqueiro.

Garrett McCray acaba de viajar para a pequena cidade de Paradise, na região do velho oeste dos Estados Unidos, para entrevistar o Dr. Colt Lee, um médico prestigiado nas redondezas.

E o interesse por entrevista-lo para o jornal de sua família, é que além dele ser conhecido como um excelente médico, ele também é um homem negro, algo pouco comum como profissão naquela época.

Contudo, ele jamais esperou conhecer uma mulher em forma de tempestade como a irmã do Dr Lee, a destemida Spring Lee.

Ela é uma fazendeira, usa calças, não tem medo de nada, e enfrenta quem cruzar seu caminho.
Mas, seu coração está totalmente fechado para sentimentalismo.

E tudo o que ela não quer é se envolver com um enxerido jornalista, que além de perguntar sobre a vida de todos, acaba despertando nela sentimentos conflituosos.

Ela fará de tudo para não se apaixonar.
Ele está determinado a ser muito mais do que um caso passageiro.

A convivência fará que a admiração mútua surja, junto com um sentimento ainda mais forte chamado amor.

🌷O que eu mais gosto nesta série é a rapidez com que a autora constrói suas histórias.

Você começa a ler os livros da autora, e o tempo passa e você nem percebe.

E não somente isto cativa na história, mas a forma também como a autora trabalha histórias com personagens negros, sem precisar deixar eles estereotipados, mas mostrando suas histórias de forma cativante.

Ela consegue falar sobre as dores do povo, sem deixar nada melancólico. Ela consegue reproduzir suas histórias, deixando as leves, mas sem ignorar tudo o que eles sofreram.

E ela cria mulheres que, ao mesmo tempo, são fortes e femininas.
Que mesmo com seu jeito intenso, acabam mostrando seu coração meigo, por mais que tentem muitas vezes não demonstrar ele.

E os mocinhos? Assim como na primeira história, é impossível você não se encantar por eles.

Eles são apaixonantes, e que são capazes de fazer de tudo para a felicidade de suas companheiras.
O Garrett é desta forma.

E como falei anteriormente, é uma história rápida.
Os diálogos são muito presentes, a trama corre numa velocidade muito interessante e o tema cativa.

Eu estou apaixonada pelo fato de trazerem romances de época ambientados na América, mas principalmente por contar histórias de amor, de um povo que sofreu tanto, mas que merece ter suas histórias contadas e terem seu final feliz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s