Os dois duques de Wyndham – o fora da lei / Júlia Quinn

Os dois duques de Wyndham – o fora da lei / Júlia Quinn

💬 “Jack se virou. Não conseguia olhar para ela por mais um segundo que fosse. Contudo, lá estava Grace, perto da porta. Parecia transtornada, assustada. Quando ela o encarou, porém, ele sentiu que seu mundo inteiro entrava nos eixos.
Grace o amava. Ele não sabia como nem por quê, mas não era tolo para questionar. E, quando encontrou seu olhar ele viu a esperança. Viu um futuro mais luminoso do que o nascer do sol.”

Resenha 🌷

286 páginas // Júlia Quinn // Editora Arqueiro
Olá leitores, hoje trago a resenha do livro OS DOIS DUQUES DE WYNDHAM — O FORA DA LEI, que eu recebi em parceria com a editora Arqueiro, e foi lido pela colaboradora, Juh Pongeluppe.

Ser um fora da lei é tudo o que o vigarista Jack Audley sabe ser.

Contudo, ele não esperava as surpresas que sua vida iria lhe proporcionar.

Afinal, um dia, após assal’tar uma carruagem na estrada, uma duquesa estivesse dentro dela, e fizesse uma revelação bombástica: que ele é o filho perdido da Casa da Wyndham.

Para ele aquilo é uma tremenda loucura, mas a duquesa afirma que ele é sim, o filho legítimo de um duque, e deve assumir seu lugar de direito.

Porém, ele não esperava não somente esta novidade, mas também a de começar a nutrir um desejo avassalador pela acompanhante da duquesa viúva, a senhorita Grace Everleigh.

Ele fará de tudo para tê-la em seus braços. Mas, ela sabe que não existe futuro para os dois, ainda mais, se ele for mesmo o herdeiro legítimo.

Entretanto, como resistir a um desejo avassalador que os une?

🌷Bom, por ser um dos livros mais antigos da Júlia Quinn, eu já esperava que a leitura acabasse sendo um pouco mais densa, e com uma linguagem diferente do que estamos acostumados em seus livros mais atuais.

Nesta edição lançada pela Editora Arqueiro, nós temos a junção das duas histórias desta duologia em um único volume.

Por serem histórias de tamanho padrão, eu resolvi separar a resenha em duas, assim vocês conseguiram saber a minha opinião sobre cada uma das histórias.

No livro, vamos conhecer o Jack, um mocinho charmoso, de uma enorme lábia, mas que por trás da fachada de vigarista, guarda segredos enormes e traumas que escondeu sempre de todos.

Confesso que estes traumas dele mexendo muito comigo e eu tive uma simpatia enorme por sua história.

E do outro lado, temos a Grace, uma mocinha que precisa ser forte, para poder conviver como acompanhante de uma duquesa viúva totalmente intragável.

Os dois são semelhantes a princípio, porém, como a eminência do Jack se tornar duque, um relacionamento entre eles acaba sendo praticamente proibido.

Eu gostei da forma como o relacionamento dos dois foi construída, e me apaixonei pelo casal.

Porém, tive algumas dificuldades com a narrativa da autora, mas, dou um crédito a isto, pois, como informei anteriormente este é um dos primeiros livros dela que ela escreveu, então, é compreensiva essa escrita um pouco mais crua e por vezes um tanto lenta e repuxada.

Contudo, por ser uma história diferente do convencional e do que estamos acostumados a ler em romances de época, eu adorei essa trama, que achei diferente é bem interessante.

Estou ansiosa agora para ler a segunda parte desta duologia, para saber como à autora irá desenrolar mais ainda a história.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s