Resenha: Feras e Belas – contos perigosos / Soman Chainani

Resenha: Feras e Belas – contos perigosos / Soman Chainani

💬 “Você pode até pensar que conhece essas histórias, mas está enganado. Na verdade, não sabe nada sobre elas. Se tiver coragem, as histórias estão aqui e agora, só esperando para que as leia como merecem ser lidas!”

Resenha 🌷

240 páginas // Soman Chainani // Editora Gutenberg
Olá leitores, hoje trago a resenha do livro FERAS E BELAS – CONTOS PERIGOSOS, que eu recebi e li em parceria com a editora Gutenberg.

Você já ouviu falar na história da garotinha levada aos lobos como oferenda?

Ou da história de uma garota que por ser a mais bonita do reino, teve que fugir para evitar um destino cruel?

Ou quem sabe conhece aquele garoto que nunca queria crescer?

Nessa livro, vamos conhecer doze novas reapresentações dos clássicos “contos de fadas”.
“Chapeuzinho vermelho”, “Branca de Neve”, “A Bela Adormecida”; “Rapunzel”; “João e Pé de Feijão”; “João e Maria”; “A Bela e a Fera”; “Barba-Azul”; “Cinderela”; “A Pequena Sereia”; “Rumpelstichen” e “Peter Pan”, foram tiveram suas histórias recontadas por este autor, que escreveu outra série de fantasia que eu amei ler.

Eu confesso que me surpreendi demais com esse livro, porque por ser tão fã de todos esses contos clássicos, o autor conseguiu trazer uma nova roupagem para eles, sem perder suas essências, e me deixando totalmente envolvida pelo livro.

E eu nem percebi a hora passar do momento que comecei o primeiro conto até o último.

Claro, que alguns eu gostei mais, como, por exemplo, os contos da “Rapunzel”, “João e Maria” e “Cinderela” que foram com certeza os meus favoritos dentre os doze contos.

Além disso, essa edição está belíssima.
Cheio de gravuras que embelezaram a maioria de suas páginas, fez com que eu ficasse ainda mais imersa durante a leitura.
Inclusive, gostei tanto que resolvi mostrar duas delas, na minha foto, para vocês terem uma ideia de como elas foram bem imersivas.

Portanto, se você é fã destes contos clássicos, é uma ótima oportunidade de conhecer essa releitura pelos olhos deste autor tão incrível, como o Soman Chainani.

Resenha: A princesa seduzida pelo magnata / D. A. Lemoyne

Resenha: A princesa seduzida pelo magnata / D. A. Lemoyne

💬 “… Quem diria que de tutor eu passaria a ser seu dono?
Começo a rir. Sei que ele não falou aquilo a sério. Apesar de ser um controlador, Rodrick não é machista.
— Não se empolgue muito, homem das cavernas. Você é dono do meu amor.
— É o que me basta, mulher.”

Resenha 🌷

407 páginas // D. A. Lemoyne
Olá leitores, hoje trago a resenha do livro A PRINCESA SEDUZIDA PELO MAGNATA, terceiro livro da quadrilogia casamentos de convencionais, que faz parte da série dos oito silenciosos, que li em parceria com a autora, D. A. Lemoyne.

Rodrick Alistair Gastrell MacQuoid, o Duque de Kindubh, é um homem acostumado a viver sozinho.

Casamento, família e tudo o que vem com isto, não está nos seus planos.

Contudo, seu avô foi muito claro em seu testamento: ou ele casa até os trinta e sete anos, ou perderá o direito ao título que está na sua família a gerações.

Ele encontra então a solução perfeita: uma esposa de conveniência, que aceite assumir somente o título ao seu lado, mas não espere nenhum relacionamento amoroso com ele.

Porém, o destino parece ter outros planos para sua vida.

Quando um de seus melhores amigos pede que ele seja tutor de sua irmã caçula, ele não esperava que ela trouxesse tantos problemas assim para sua vida.

Jazmina quer loucamente ser livre.
Mas, ser uma princesa não te dá, a liberdade que sonha.

Quando então seu irmão nomeia como tutor um de seus melhores amigos, ela sabe que está não é uma boa ideia.

Mas, quanto mais passa a conviver com o duque, mais seu coração bate acelerado, e o amor entre eles começa a surgir.

Entretanto, para viver esse amor, ambos terão que aprender muito sobre confiança, amor e companheirismo.

🌷A cada lançamento dessa série dos oito silenciosos, eu fico mais e mais apaixonada por estes mocinhos.

Nesta história, conhecemos um dos mocinhos com uma das maiores cargas dramáticas dentre estes oito amigos, dos quais já conhecemos as histórias de alguns.

Eu confesso que não esperava que o Rodrick tivesse sofrido tanto.
Fiquei com o coração na mão e sofri muito com toda a sua história.

E fiquei impressionada com como a autora conseguiu colocar ao lado de um homem tão intenso e cheio de traumas, uma mocinha que apesar de nova, possui uma força e uma maturidade impressionante.

Claro, que no início a Jazmina se mostra uma jovem um pouco inconsequente, mas a medida que a história vai avançando, vamos percebendo um lado tão maduro é bonito dela.

Eu fiquei extremamente envolvida com a intensidade que este casal transmitiu durante toda a história.

É um livro rápido de ser lido, muito envolvente, e que me deixou totalmente obcecada, tanto que em pouquíssimas horas eu já estava acabando a história, de tão envolvida que fiquei.

Então, não adianta, eu não canso de ser fã da escrita da autora, que mais uma vez me surpreendeu e me fez ficar encantada com as suas histórias.

Mais um livro dessa série que termino, e quanto mais próximo ficamos de seu fim, mais saudades eu sinto que ela vai deixar.

Maravilhoso! Intenso e incrível.

Primeiras Impressões: O filho que eu não conhecia / Jéssica Driely

Primeiras Impressões: O filho que eu não conhecia / Jéssica Driely

💬 “A cada foto tirada comigo ao seu lado é uma batida a mais que ganho em meu coração. Estou muito ferrada e completamente apaixonada. Em tão pouco tempo, ele pegou esse meu órgão que usamos para expressar o amor e desde então não me devolveu mais.”

Primeiras Impressões 🌷

Olá leitores, hoje trago as primeiras impressões do livro O FILHO QUE EU NÃO CONHECIA, que eu estou lendo em parceria com a autora, Jéssica Driely.

Histórias sobre recomeços e amores quase impossíveis são sempre histórias que fazem com que eu me apaixone totalmente.

E nesta história, estou conhecendo uma mocinha que sofreu muito em sua vida, mas que jamais perdeu seu jeito batalhador de ser.

Mesmo com o coração triste, ela tem uma pessoa que ama mais do que tudo em sua vida: seu filho.

E este casal, tem me conquistado desde o início, porque nada mais triste do que quando duas pessoas se amam, e acabam separadas justamente pelo preconceito social e financeiro.

Comecei o livro hoje, e em todos os momentos que tive livre, fiquei presa na história, porque preciso muito saber como um amor como o da Amália e do Oliver vai ser capaz de superar tudo.

O livro lançou hoje e está disponível para os assinantes do Kindle Unlimited, e também para quem quiser adquirir o e-book direto no site da Amazon.

Vou deixar a sinopse abaixo para conhecerem um pouco mais sobre a história.

Sinopse 🌷:
Um amor do passado;
Um filho inesperado;
Um coração quebrado.

Fui conquistado pouco à pouco por aquela menina, quando ainda éramos jovens. Jurei que ficaríamos juntos por toda a vida.

Mas a minha família, sempre muito poderosa, impediu o nosso relacionamento. Eu, um idiota que aceitava tudo o que era proposto, aceitei afastar-me da mulher que amava.

Só não esperava anos depois reencontrá-la e descobrir que tinha um filho, que precisava da minha ajuda rapidamente, pois estava com câncer e talvez podia ser meus últimos momentos com ele.

Então daquela vez, nada poderia me parar, pois, além de conquistar o amor do pequeno garotinho, eu também tomaria o coração de Amélia novamente para mim.

+18

*Pode conter gatilhos.
OBS. Esse livro foi lançado, por mim, em 2019, com o título “Aposta do destino”.

Primeiras Impressões: A princesa seduzida pelo magnata / D. A. Lemoyne

Primeiras Impressões: A princesa seduzida pelo magnata / D. A. Lemoyne

💬 “Levá-la à Escócia foi um erro, porque Jazmina sempre representou uma tentação para mim. Desde o dia em que a vi dançando sobre a mesa no iate de Vicenzzo, eu a desejei. Não significa que vá seduzir a irmã de um dos meus melhores amigos, mas não sou hipócrita e admito que há algo na garota que enlouquece meu sistema.”

Primeiras Impressões 🌷

Olá leitores, hoje trago as primeiras impressões do livro A PRINCESA SEDUZIDA PELO MAGNATA, terceiro livro da quadrilogia casamentos de conveniência, que faz parte da série dos oito silenciosos, que eu estou lendo em parceria com a autora, D. A. Lemoyne.

Ah! Espera dessa história finalmente acabou hoje e já posso confessar que está valendo cada segundo de espera pela história desse casal.

Temos aqui um mocinho cheio de traumas do passado, e acaba sendo incumbido de evitar que a irmã de um de seus grandes amigos se meta em encrenca.

O problema é que enquanto o Rodrick é um homem sério, e não tem o mínimo interesse em se envolver emocionante com qualquer mulher, a Jazmina é intensa, com um espírito livre e cheia de vida.

Por mais que ambos sejam completos opostos, o desejo que sentem um pelo outro é avassalador, e quanto mais eles tentam resistir um ao outro, mais eu fico ansiosa para eles se renderem logo a este desejo.

Eu comecei o livro hoje, e já estou super apaixonada por essa história, e ansiosa demais para saber como o livro irá terminar.

O livro está disponível no Kindle Unlimited, e também para quem quiser adquirir o e-book direto no site da Amazon.

Vou deixar a sinopse abaixo para conhecerem um pouco mais sobre a história.

Sinopse 🌷:
O duque Rodrick MacQuoid tinha como dever não deixar Jazmina se envolver em problemas, mas não resistiu ao desejo por sua protegida.

Um CEO bilionário seduzido pela inocência de uma princesa das mil e uma noites.

Rodrick Alistair Gastrell MacQuoid, o Duque de Kindubh e também bilionário, dono da mais famosa marca de uísque escocês, é um homem sem laços.

Não deseja se casar ou uma família, mas o testamento de seu avô exige que ele o faça até o aniversário de trinta e sete anos, ou perderá o título de nobreza que se encontra em sua linhagem há gerações.

Ele precisa de uma esposa de conveniência. Alguém que o deixe viver sua vida sem cobranças.

O CEO tem tudo planejado. Não gosta de surpresas ou imprevistos.

Entretanto, o destino intervém quando um de seus melhores amigos o nomeia informalmente como tutor de sua irmã caçula, Jazmina Faheem, uma princesa de espírito livre e com sede de viver.

Com gênios fortes, o encontro entre eles solta faísca, mas a paixão fala mais alto e acabam se rendendo ao desejo.

Para ficarem juntos, no entanto, terão que vencer o passado sombrio do duque, além de inimigos ocultos que querem fazer da princesa rebelde um exemplo, punindo-a.

Poderá o amor vencer a maldade em sua mais pura forma?

Aviso: A Princesa Seduzida pelo Magnata, livro 3 da quadrilogia Casamentos de Conveniência é um volume único. Por ser com casais diferentes, cada livro da saga pode ser lido separadamente, mas talvez o posterior contenha spoilers dos anteriores.

Resenha: O caderninho de desafios de Dash & Lily / David Levithan e Rachel Cohn

Resenha: O caderninho de desafios de Dash & Lily / David Levithan e Rachel Cohn

💬 “A única outra coisa que quero de Natal além do OED é que me conte o que realmente quer de Natal. Mas não um objeto, mais para um sentimento. Algo que não pode ser comprado em uma loja ou embrulhado em uma caixa bonita.”

Resenha 🌷

255 páginas // David Levithan e Rachel Cohn
Olá leitores, hoje trago a resenha do livro O CADERNINHO DE DESAFIOS DE DASH & LILY, que eu recebi e li em parceria com a editora Galera Record.

Chegou a época do ano que Lily mais ama: o Natal.
E ela sente que chegou o momento também de encontrar um rapaz que fizesse seu coração bater acelerado.

Contudo, para encontrar seu par perfeito, e alguém que mereça ter o coração dela, junto a seu irmão ela tem uma ideia: deixar um caderninho vermelho dentro de sua livraria favorita, cheio de enigmas, pois, o homem que achar, e aceitar este desafio, será o homem ideal para ela.

Dash não gosta nem um pouco desta época do ano. Afinal, todos os lugares estão lotados, aquele clima natalino para ele é um pouco tedioso, e ele simplesmente não vê nenhuma vantagem nesta época do ano.

Até que durante uma visita a sua livraria favorita e se depara com um caderninho vermelho.
Determinado então a cumprir aqueles desafios e quem sabe assim afastar o tédio, ele e Lily passam a conviver por desafios que cada um deles propõe ao outro.

Porém, a medida que este digamos que amizade avança, eles se veem no dilema se devem deixar com que ela permaneça apenas no papel, ou façam com que ela vive algo mais real.

🌷Desde que eu vi o ‘trailer’ da série da Netflix, eu fiquei super curiosa com a história.

E quando soube que a série era inspirada em um livro, eu decidi que só iria assistir após ler a história original.

Por ser uma história que se passa na época do Natal, uma época do qual eu gosto bastante, eu fiquei super empolgada e comecei a ler logo após o livro chegar.

Posso afirmar que foi uma grata surpresa. A trama é leve, envolvente e eu ficava super curiosa para saber qual seria o próximo desafio que a Lily e o Dash iriam propor um para o outro.

Confesso que foram desafios engraçados, e eu fiquei pensando se eu teria tamanha criatividade.

A Lily é uma personagem quem cativante. Gostei bastante do jeitinho dela de ser, e ela foi uma personagem que se eu pudesse ter ela como amiga, eu com certeza teria.

O Dash já era o oposto dela, no jeito de ser, mas consegui entender a personalidade dele, e adorei como ele e a Lily foram aprendendo um com o outro.

Os personagens secundários também tem um enorme destaque durante a história, e me diverti muito com eles.

Após terminar o livro, corri para a Netflix e assisti à série e adorei, porque percebi que ela foi bem fiel à história do livro.

Então, se você quer um livro perfeito para ler está época do ano, com certeza indico “o caderninho de desafios de Dash & Lily.
Lily.