Resenha: Uma última dança, milady? / Megan Maxwell

Resenha: Uma última dança, milady? / Megan Maxwell

✨ “Para os desejos do coração não há limite: nem o tempo.”

Resenha ✨

416 páginas // Megan Maxwell
Olá leitores, hoje trago a resenha do livro UMA ÚLTIMA DANÇA, MILADY?, que eu recebi em parceria com a editora Clube Essência, e foi lido pela colaboradora, Juh Pongeluppe.

Celeste é a típica mulher moderna. Ela vive intensamente, adora frequentar baladas, postar muito nas redes sociais, se relacionar com vários homens sem compromisso…, ou seja, aproveitar ao máximo os avanços do século XXI. Com sua melhor amiga, Kimberly, ela desbrava a cidade de Madri em busca de diversão como se não houvesse amanhã.

Quando Kimberly volta para Londres, Celeste decide ir junto, em busca de novas aventuras. Porém, quando ela se instala na mansão secular de sua amiga, ela não imagina que encontrará um segredo que pode virar sua vida de cabeça para baixo. De repente, Celeste e Kimberly embarcam em uma viagem no tempo que as transporta para a Londres da época da Regência. Lá, as amigas terão que se adaptar a uma realidade completamente distinta: passarão a viver cercadas de bailes luxuosos, regras de etiqueta e costumes antiquados… Tudo isso garantindo que seus disfarces nunca sejam descobertos.

Mas o que Celeste não esperava era se encantar por um autêntico duque, um homem misterioso, dono de um sorriso deslumbrante e um olhar inesquecível. Será que ela vai conseguir resistir ao que seu coração deseja?

✨Quem não gosta de uma história com viagem no tempo? Bom, eu adoro.

E quando li a sinopse da história, fiquei bem curiosa sobre como a autora iria desenvolver uma mocinha que viveu no século XXI, com todas as tecnologias e avanços na forma de pensar e agir que ocorreram ao longo dos anos, ser transportada para o século XVIII e conseguir se adequar à época.

Bom, a autora conseguiu fazer uma história divertida, em especial as cenas das personagens Celeste e Kim estão juntas.

Porém, apesar de ter gostado dos livros, alguns pontos acabaram me incomodando.

Não é a primeira vez que tenho problemas com as mocinhas da autora. Eu acho que a idade e o jeito de ser acabam não sendo condizentes. A Celeste em alguns momentos teve atitudes imaturas e que eu entendo que a cabeça dela por ter vivido no século XXI difere, mas certos momentos eu achei ela com atitudes excessivas.

Além disso, o início do livro foi um pouco lento. Até acontecer a viagem no tempo, o livro acabou demorando um pouquinho para engrenar, mas depois deste primeiro momento ele engrenou e acabou ficando divertido.

O casal tem uma química interessante e apesar de ter um final feliz, eu confesso esperar algo diferente. Não atrapalhou a leitura, no entanto, mas talvez eu tenha criado uma expectativa maior do que verdadeiramente foi.

Mas, apesar do que citei acima, é uma história que pode ter um significado diferente para cada leitor. Portanto, recomendo que leia e tire suas próprias conclusões sobre a história.

Box: Série elementos / Brittainy Cherry

Box: Série elementos / Brittainy Cherry

Olá, leitores.
Estou passando aqui hoje para falar do box da série elementos de uma das minhas autoras favoritas da vida: a Brittainy C. Cherry.

E claro, não poderia deixar de mostrar para vocês essas novas capas, que eu particularmente amei.

O ar que ele respira, A chama dentro de nós, O silêncio das águas e A força que nos atrai, que retratam histórias difíceis e traumáticas, para as quais o único remédio é o amor. As ilustrações das capas são assinadas por Carmell Louize, que colaborou com o kit Hopeless, da Colleen Hoover.

O ar que ele respira (308 páginas)

Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, Elizabeth decide voltar a seu antigo lar e reviver as lembranças de seu casamento feliz. A dor da perda ainda a consome, mas ela encontra em sua filhinha a força de que precisa para recomeçar. Ao retornar à pequena Meadows Creek, ela chega à conclusão de que tudo continua igual, ou melhor, quase tudo. Seu novo vizinho, Tristan Cole, é o cara mais falado da cidade, porém todos o evitam. Grosseiro, solitário, de olhar triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth descobre que, por trás daquela fachada, há um homem devastado, em cujo coração despedaçado não há espaço para um novo começo. Ou há?

A chama dentro de nós (350 páginas)

Logan e Alyssa não têm nada em comum. Rejeitado pelos pais, ele passa os dias contando as moedas para pagar o aluguel. Ela, filha de uma advogada controladora e um músico, tem um futuro brilhante pela frente. Os dois vivem em mundos distintos, mas, um dia, um simples gesto dá origem a uma improvável amizade. Ao longo dos anos, o sentimento que os une se fortalece e se transforma em uma atração a qual nenhum dos dois consegue resistir. Mas uma tragédia promete separá-los para sempre. Seriam as reviravoltas do destino e as feridas do coração capazes de apagar a chama que há dentro deles?

O silêncio das águas (350 páginas)

Com apenas 10 anos, Maggie May já tem certeza de que se casará com Brooks Griffin, o melhor amigo de seu irmão. Ele foge dela a todo custo, mas, no fundo, até que gosta daquela garota irritante, que vive dando risadinhas atrás dele. Porém, Maggie presencia um acontecimento aterrorizante à margem de um rio, e o trauma é tão grande que ela acaba perdendo a voz. Ao longo dos anos, Maggie aprende a conviver com os ataques de pânico e, sem conseguir sair de casa, encontra refúgio nos livros. A única pessoa capaz de compreendê-la é Brooks, que está sempre ao seu lado. A paixonite da infância se transformou em amor. Mas será que o forte sentimento que os une poderá resistir a um acontecimento inesperado, que os forçará a navegar por caminhos diferentes?

A força que nos atrai (294 páginas)

Graham Russell é um homem atormentado, fechado para o mundo. Casado com Jane, em um relacionamento conveniente, mas sem amor, ele vê sua vida virar de cabeça para baixo quando sua filha nasce prematura e corre risco de morte. Aturdida, Jane abandona a filha e o marido, e Graham precisa criar a criança sozinho. Porém, uma reviravolta do destino coloca Lucy em seu caminho. Apaixonada pela vida, falante e intensa, ela é o oposto de Graham e, sensibilizada com o estado de saúde de Talon, se oferece para ajudar. Mas Graham tem motivos muito fortes para não querer Lucy em sua rotina.

Primeiras Impressões: Destinada ao grego – A babá e o viúvo proibido / D. A. Lemoyne

Primeiras Impressões: Destinada ao grego – A babá e o viúvo proibido / D. A. Lemoyne

✨ “Passo a mão pelos cachinhos loiros e para minha surpresa, ele larga o brinquedo, vem para o meu colo e deita a cabeça em meu ombro.
Sim, você sabe que eu te amava mesmo antes de te conhecer, não é, bebê?
Eu nunca mais me afastarei, Joseph. Eu terei a certeza de que você estará protegido e feliz.”

Primeiras Impressões ✨

Olá leitores, hoje trago as primeiras impressões do livro DESTINADA AO GREGO: A BABÁ E O VIÚVO PROIBIDO, segundo livro da série Irmãos Kostanidis, que eu estou lendo em parceria com a autora, D. A. Lemoyne.

Um dos temas que eu mais adoro em romances é o chefe e babá. E some-se a isso, um casal com uma conexão intensa e aí tem tudo o que eu mais amo em histórias de romance.

Aqui temos uma mocinha determinada a cumprir uma missão que prometeu que cumpriria e não vai medir esforços para isso. E isso tem me cativado demais da Cecily.

Além disso, eu tô amando a maneira como a autora tem conduzido o romance entre ela e o nosso grego controlador.

Ele tá sendo pura intensidade e estou amando as interações entre os dois. E tô ansiosa para descobrir todos os segredos que a história possui.

O livro lançou recentemente e está disponível para os assinantes do Kindle Unlimited e também para quem quiser adquirir o e-book direto no site da Amazon.

Vou deixar a sinopse abaixo para conhecerem um pouco mais sobre a história.

Sinopse ✨:
Dionysus Kostanidis, o magnata de uma família de banqueiros e CEO da maior empresa de telecomunicações norte-americana, assim como seus irmãos, é um homem implacável em todas as áreas.

O pai solo está decidido a manter a viuvez não por amor à falecida esposa, mas porque casamento não consta em seus planos.

O grego pode ter a mulher que quiser com um estalar de dedos, então para que se prender novamente?

Harper Cecily Bradley, ou Cici, como prefere ser chamada, é uma inocente garota do Kansas que chega a Nova Iorque com uma missão. Quando seus planos dão errado, ela toma uma atitude drástica que mudará para sempre o rumo de sua vida e a colocará em definitivo no caminho do bilionário.

Para Dionysus, possuir a babá do seu filho é apenas um jogo de sedução como tantos outros que executou ao longo da vida. Para a jovem inexperiente, estar nos braços do grego é sua ideia de paraíso, ainda que saiba que ele é proibido.

Quando ambos resolvem se render à paixão, no entanto, sabem que estão destinados.

Mas Cici guarda um segredo que se for descoberto, poderá fazer com que o homem de sua vida a odeie.

Aviso: Destinada ao Grego, livro 2 da série Irmãos Kostanidis, é um volume único. Por ser com casais diferentes, cada livro da saga pode ser lido separadamente, mas o posterior pode conter spoilers dos anteriores.

Aviso2: pode conter gatilhos.

Série elementos / Brittainy Cherry

Série elementos / Brittainy Cherry

Olá, leitores.
Estou passando aqui hoje para falar do box da série elementos de uma das minhas autoras favoritas da vida: a Brittainy C. Cherry.

E claro, não poderia deixar de mostrar para vocês essas novas capas, que eu particularmente amei.

O ar que ele respira, A chama dentro de nós, O silêncio das águas e A força que nos atrai, que retratam histórias difíceis e traumáticas, para as quais o único remédio é o amor. As ilustrações das capas são assinadas por Carmell Louize, que colaborou com o kit Hopeless, da Colleen Hoover.

O ar que ele respira (308 páginas)

Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, Elizabeth decide voltar a seu antigo lar e reviver as lembranças de seu casamento feliz. A dor da perda ainda a consome, mas ela encontra em sua filhinha a força de que precisa para recomeçar. Ao retornar à pequena Meadows Creek, ela chega à conclusão de que tudo continua igual, ou melhor, quase tudo. Seu novo vizinho, Tristan Cole, é o cara mais falado da cidade, porém todos o evitam. Grosseiro, solitário, de olhar triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth descobre que, por trás daquela fachada, há um homem devastado, em cujo coração despedaçado não há espaço para um novo começo. Ou há?

A chama dentro de nós (350 páginas)

Logan e Alyssa não têm nada em comum. Rejeitado pelos pais, ele passa os dias contando as moedas para pagar o aluguel. Ela, filha de uma advogada controladora e um músico, tem um futuro brilhante pela frente. Os dois vivem em mundos distintos, mas, um dia, um simples gesto dá origem a uma improvável amizade. Ao longo dos anos, o sentimento que os une se fortalece e se transforma em uma atração a qual nenhum dos dois consegue resistir. Mas uma tragédia promete separá-los para sempre. Seriam as reviravoltas do destino e as feridas do coração capazes de apagar a chama que há dentro deles?

O silêncio das águas (350 páginas)

Com apenas 10 anos, Maggie May já tem certeza de que se casará com Brooks Griffin, o melhor amigo de seu irmão. Ele foge dela a todo custo, mas, no fundo, até que gosta daquela garota irritante, que vive dando risadinhas atrás dele. Porém, Maggie presencia um acontecimento aterrorizante à margem de um rio, e o trauma é tão grande que ela acaba perdendo a voz. Ao longo dos anos, Maggie aprende a conviver com os ataques de pânico e, sem conseguir sair de casa, encontra refúgio nos livros. A única pessoa capaz de compreendê-la é Brooks, que está sempre ao seu lado. A paixonite da infância se transformou em amor. Mas será que o forte sentimento que os une poderá resistir a um acontecimento inesperado, que os forçará a navegar por caminhos diferentes?

A força que nos atrai (294 páginas)

Graham Russell é um homem atormentado, fechado para o mundo. Casado com Jane, em um relacionamento conveniente, mas sem amor, ele vê sua vida virar de cabeça para baixo quando sua filha nasce prematura e corre risco de morte. Aturdida, Jane abandona a filha e o marido, e Graham precisa criar a criança sozinho. Porém, uma reviravolta do destino coloca Lucy em seu caminho. Apaixonada pela vida, falante e intensa, ela é o oposto de Graham e, sensibilizada com o estado de saúde de Talon, se oferece para ajudar. Mas Graham tem motivos muito fortes para não querer Lucy em sua rotina.

Resenha: Nos somos inevitáveis / Gayle Forman

Resenha: Nos somos inevitáveis / Gayle Forman

✨ “Algumas histórias de amor estão destinadas a acontecer.”

Resenha ✨

256 páginas // Gayle Forman
Olá, leitores. Hoje trago a resenha do livro NÓS SOMOS INEVITÁVEIS, que eu recebi e li em parceria com a editora Arqueiro.

Aaron Stein acreditava que livros eram milagres. Mas sua fé acabou. Mesmo trabalhando no sebo da família, o único livro que Aaron suporta ler ultimamente fala da extinção dos dinossauros.

É um tema que ele conhece muito bem, agora que o irmão e a mãe partiram e os amigos o abandonaram, deixando-o sozinho com o pai na loja de uma cidadezinha onde ninguém mais parece ler, à espera do inevitável fim.

Então, quando se depara com a oportunidade de vender a livraria, Aaron a aproveita, pensando ser a única forma de sair daquela situação. O que ele não imaginava era que Chad, um conhecido da época do colégio que agora é cadeirante, e um grupo de velhos lenhadores resolveriam tomar para si o projeto de reconstruir a loja.

E ele com certeza não esperava conhecer Hannah, uma linda e corajosa musicista, que talvez seja exatamente o tipo de inevitável pelo qual vinha esperando.

Todos eles ajudarão Aaron a compreender tudo que perdeu, tudo que ganhou, quem ele é agora e quem deseja ser. E lhe mostrarão que a destruição nem sempre leva à extinção – às vezes, leva à criação de algo completamente novo.

✨Livros que falam sobre livros são tudo na minha vida.

Porém, se engana que esse livro vai falar somente sobre um belo romance.

Na verdade, a história vai abordar pouco do romance entre os personagens.

Aqui somos transportados para temas pouco discutidos ainda não maioria das histórias.
Às vezes, nós nos deparamos com uma pessoa ranzinza e pensa que ela poderia ser mais feliz e divertida, mas ninguém sabe o que fez com que ela fosse assim.

E o Aaron mostra demais isso. Ele tem todos os motivos do mundo para ser como é. Confesso que em alguns momentos ele me deu certa raivinh4, mas sempre que eu me colocava no lugar dele, eu conseguia entendê-lo.

E achei fofo apesar de pouco abordado o romance dele com a Hannah. Ela acaba trazendo luz na vida dele, apesar de achar que o romance deles poderia ser melhor desenvolvido (meu lado romântica esperava isso).

Mas, precisamos falar sobre o Chad. Ele é um personagem secundário, mas que tem uma participação especial e super importante. Eu amei a personalidade dele e ele trouxe tanta coisa boa para a história que é impossível você não gostar dele.

Então, mais do que uma história sobre um amor, aqui você vai encontrar um livro que fala sobre livros, sobre família, amizade, luto, traumas e de como uma família desestruturada pode mudar toda a sua trajetória e maneira de ser.