Resenha: Mentiras, beijos e pão de queijo

Resenha: Mentiras, beijos e pão de queijo

💬 “— Você e eu sabíamos que esse momento ia chegar.
— Disse eu para a foto.
— O momento em que meu coração fosse laçado como um boi feroz e eu sentisse necessidade de pertencer a uma nova história.”

Resenha 🌷

438 páginas // Valentina K. Michael
Olá leitores, hoje trago a resenha do livro MENTIRAS, BEIJOS E PÃO DE QUEIJO, que eu li em parceria com a autora, Valentina K. Michael.

Flora está fugindo de algo e precisa desesperadamente se esconder.

Para isso, surge a ideia dela ir para a pequena cidade mineira de Estiva Alegre, onde ela deve ocupar o cargo de psicóloga infantil, e tentar se manter longe de todo e qualquer problema.

Contudo, quando chega, ela se depara com um homem bruto, que fará com que ela deixe todo o seu gênero forte voltar a tona.

João Gaspar dirige um império pecuário na cidade, que faz com que ele seja respeitado por todos.

Ainda mais, porque tem a fama de ter “pulso firme” e ser implacável quando trata de negócios.

Mas, por trás da fachada de homem bruto, existe um pai amoroso, que tenta fazer de tudo para suprir a falta que sua esposa faz em seus filhos.

E quando ele conhece Flora, o gênio de ambos se choca de imediato. Mas, por trás de todas as farpas que trocam, um desejo ardente começa a surgir, e que os fará questionar muitos pontos de suas vidas.

🌷João Gaspar é o nome dele.

Um homem que consegue ser bruto em algumas situações, mas que é extremamente carinhoso a outras.
Eu particularmente tenho uma queda gigantesca por paizões, porque nada mais sedutor para mim, do que um homem que sabe ser pai, sabe ser presente, e tenta sempre o máximo que pode pelo bem de seus filhos.
E o Gaspar é exatamente dessa forma.

Apesar de ele às vezes ter o gênio forte, eu me vi totalmente apaixonada por ele, até porque, ele é tudo de bom.
Não tem como você não ler essa história e não se apaixonar por ele.

Outro ponto que eu gostei bastante, foi que a autora criou uma história bem regional, e que só de imaginar as comidas que apareciam na história, eu ficava morrendo de vontade de entrar no livro e provar cada uma delas.
Afinal, a culinária mineira é riquíssima e dotada de uma variedade e sabor impressionantes.

Sobre a Flora, eu particularmente gostei. Confesso que algumas atitudes foram questionáveis, mas eu entendi o propósito dela, e confesso que a autora me surpreendeu, por fugir no estereótipo “mocinha perfeita”.
Ela é imperfeita mesmo, e não tem medo de mostrar algo que você percebe que é da natureza dela.

A tensão sex’ual entre os personagens é intensa. E fiquei obcecada para eles “se pegarem logo”, porque eu ou vivia, ou entrava no livro e eu mesma pegava o Gaspar 🥲😝.

O livro tem algumas reviravoltas bem interessantes, e confesso que fiquei bem surpresa com o final, porque jamais, e falo jamais com ênfase, eu imaginei que aquilo ocorreria.

É meu terceiro contato com a escrita da autora, e gostei de como ela conseguiu me surpreender mais uma vez, com uma escrita extremamente fluida, personagens intensos, e uma trama diferente do que estou habituada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s