Resenha: Toda a minha ira / Sabaa Tahir

Resenha: Toda a minha ira / Sabaa Tahir

✨ “Lahore, Paquistão. Passado.
Juniper, Califórnia. Presente.”

Resenha ✨

364 páginas //
Olá, leitores. Hoje trago a resenha do livro TODA A MINHA IRA, que eu recebi em parceria com a editora Verus, e foi lido pela colaboradora, Fernanda.

Lahore, Paquistão. Passado. Misbah é uma sonhadora e contadora de histórias, recém-casada com Toufiq em um casamento arranjado. Após ter a vida abalada por uma tragédia, eles emigram para os Estados Unidos e abrem o Clouds’ Rest Inn Motel, com a esperança de um recomeço.

Juniper, Califórnia. Presente. Salahudin e Noor são mais que melhores amigos; eles são família. Crescendo como párias numa cidadezinha em pleno deserto de Mojave, eles entendem mutualmente como ninguém mais consegue. Até a Briga, que destrói o vínculo entre eles com a fúria de uma explosão.

Agora, Sal luta para administrar o motel da família conforme a saúde de sua mãe, Misbah, se deteriora e seu pai se perde no alcoolismo. Noor, no que lhe concerne, anda numa corda bamba angustiante, trabalhando na loja de bebidas de seu tio violento enquanto esconde que está se candidatando em várias universidades para poder escapar dele — e de Juniper — para sempre.

Quando as tentativas de Sal de salvar o motel saem de controle, ele e Noor precisam se perguntar quanto vale a amizade entre eles — e o que é preciso para derrotar os monstros do passado e também os do presente.

✨Devastador. Sofrido. Profundo.

Eu não esperava tudo o que este livro me proporcionou durante a leitura.

Quando olhei esta capa, e por ser um livro da Sabaa Tahir, eu imaginei que fosse ser um livro na linha da série de fantasia dela (uma chama entre as cinzas). Porém, já deixo avisado a você leitor que esqueça totalmente daquela aquela série ao ler este livro.

Apesar de ter a mesma característica fluida que os outros livros da autora, está história é devastadora de uma forma que fica complicado explicar sem dar spoiler e acabar com a experiência de leitura do leitor ao ler.

Ele consegue falar tanto sobre o preconceito, sobre a luta dos imigrantes, sobre morte e sobre diversos tipos de violência de tantos povos e culturas sofrem ainda hoje.

E por ser uma história tão real que ela mexeu tanto comigo.

Eu me vi imersa na história, querendo chegar ao fim do livro, mas em simultâneo, eu sofria tanto ao acompanhar a história, que eu me emocionei em diversos momentos e tive inclusive que parar alguns momentos para respirar.

Apesar de ter personagens diferentes, eles são únicos e nos fazem ter uma empatia tão grande por eles, que eu só queria sair correndo, tirar eles daquilo tudo e abraçá-los.

Então, caro leitor… não se deixe enganar por esta capa fofa, o livro é de uma devastação sem igual e te marcada para todo o sempre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s