Pré-venda: Coroa de ossos dourados / Jennifer L. Aemestrout

Pré-venda: Coroa de ossos dourados / Jennifer L. Aemestrout

Olá leitores, já está em pré-venda o livro COROA DE OSSOS DOURADOS. E claro, que eu estou super ansiosa para ler, pois, sei que vou amar.

Quem quiser adquirir basta clicar AQUI, e já aproveitar essa pré-venda com todos esses brindes maravilhosos.

Aproveitem!


Curve-se para sua Rainha ou sangre diante dela no eletrizante terceiro volume da série best-seller Sangue e Cinzas!

A pré-venda, com tiragem limitada, conta com marcador de páginas, dois cards e ímã.

Em A coroa de ossos dourados as consequências das ações de Poppy provocam revelações chocantes para ela, Casteel e todo o reino de Atlântia. Depois de explorar habilidades até então desconhecidas, Poppy descobriu que sua origem vai muito além do que poderia imaginar, assim como seu poder. Quando a semente da traição germina, ela percebe que o mal não foi vencido, e que aliados e inimigos se confundem por trás das já conhecidas máscaras dos Descendidos. Mas não exatamente.

Uma facção secreta se ergue em nome de Atlântia, unindo-se aos Ascendidos contra Poppy e tudo o que ela representa. Numa reviravolta extraordinária, medidas desesperadas transformam heróis em vilões quando uma perigosa Ascensão é descoberta.

As tentativas de evitar a guerra contra Solis leva Poppy e os Atlantes em uma jornada nunca antes realizada, e as consequências serão inimagináveis. Mas quando novas ameaças se revelam, eles percebem que também precisam de novos aliados — mesmo o mais improvável e perigoso deles.

Conheça A coroa de ossos dourados, o arrebatador e irresistível terceiro volume da série Sangue e Cinzas.

Resenha: Uma carta de amor – escrita por mulheres sensíveis / Brittainy C. Cherry e Kandi Steiner

Resenha: Uma carta de amor – escrita por mulheres sensíveis / Brittainy C. Cherry e Kandi Steiner

💬 “Chegará o dia
em que você andar sozinho
e ter de contar as batidas
do seu próprio coração.”

Resenha 🌷

Olá leitores, hoje trago a resenha do livro UMA CARTA DE AMOR — ESCRITA POR MULHERES SENSÍVEIS, que eu recebi e li em parceria com a editora Record.

Quem nunca se viu apaixonado, e resolveu rabiscar algumas folhas de papel, sejam frases sobre aquele amor, ou até mesmo, coisas que você diria ou está pensando sobre ele?

Eu particularmente fiz muito disto, na minha adolescência, e às vezes, ainda sinto uma vontade enorme de escrevê-las.

Neste livro, somos agraciados por diversos poemas, pequenas frases, outras cartas mais longas, mas que foram escritas durante dois anos pelas autoras Brittainy C Cherry (o ar que ele respira) e Kandi Steiner.

E o que eu mais gostei nessa coletânea, foi como todos os textos foram escritos de forma singular, e em alguns deles eu me via totalmente presente.

Para mim, nada mais gostosa do que essa sensação de pertencer a um livro, e eu me senti pertencente a está história.

Além disso, o livro tem uma beleza gráfica impressionantes.

Nas fotos que estão no carrossel, vocês vão ter um pequeno vislumbre não somente de alguns textos, bem como desta beleza que citei acima.

O livro é todo em capa dura, com algumas gravuras enfeitando as páginas, e tem total sentido com a história.

Então, se você é apaixonado por livros recheados de poemas, textos e cartas, vai se identificar demais com este volume.

Resenha: O nevoeiro de Shadow Sands / Robert Bryndza

Resenha: O nevoeiro de Shadow Sands / Robert Bryndza

💬 “Uma detetive incansável, um esconderijo perfeito e um serial ki’ller à espreita de todos.”

Resenha 🌷

272 páginas // Robert Bryndza
Olá leitores, hoje trago a resenha do livro O NEVOEIRO DE SHADOW SANDS, que eu recebi e li em parceria com a editora Gutenberg.

Kate Marshall tem um novo hobby: mergulhar com seu filho.

E que lugar melhor para realizar um mergulho, do que uma represa onde antigamente existia uma cidade que foi inundada por conta dela?

Contudo, enquanto está aproveitando e desbravando tudo, ela se depara com um corpo na água, já em processo decomposição.

Após a descoberta, uma investigação é iniciada, mas rapidamente ela é encerrada como um trágico acidente.

Contudo, os detalhes sobre o que ocorreu não batem de nenhuma forma.

Quando então a mãe deste jovem a procura em busca de ajuda para investigar o caso, ela sente que precisa descobrir o que realmente aconteceu.

Porém, quanto mais ela e seu assistente investigam, mais eles percebem que este não foi um caso isolado, e que provavelmente um assassi’no em série tem atacado várias pessoas ao longo dos anos.

🌷Desde o primeiro livro do autor que eu li, eu fiquei totalmente apaixonada pela escrita dele.

Quando a editora lançou essa série, eu logo solicitei o primeiro livro, e fiquei totalmente presa e rendida a história.

E com este segundo livro, não foi diferente.

O que eu mais gosto nessas séries de investigação, é que vamos conhecendo os detetives temporalmente e acompanhando suas vidas, e em como elas acabam se entrelaçando com a história.

A Kate é uma protagonista diferente de tudo o que estou acostumada a ler em comparação com outros investigadores e essas particularidades vão transformando ela em única.

O mistério corre muito bem durante todo o livro, e em alguns momentos eu ficava tão imersa dentro na história que chegava a me assustar com algum barulho que ocorria ao meu redor.

Eu acabei desconfiando de vários personagens, e só fui perceber o verdadeiro culpado no momento que ele é revelado, o que fez com que eu gostasse mais ainda da história.

É um livro muito bem escrito, viciante, com capítulos curtos e uma escrita absurdamente interessante.

Estou super ansiosa sobre o que o autor nos brindará no próximo livro da série, que tem tudo para ser tão bom quanto foi esta história.

Primeiras Impressões: O devasso e a viúva virgem / D. A. Lemoyne

Primeiras Impressões: O devasso e a viúva virgem / D. A. Lemoyne

💬 “— Fique comigo. Não tenho muito a oferecer além de um coração virgem, mas estou dando-o a você. Eu não sei o que é o amor entre um homem e uma mulher. Não sei se sou capaz de amar, mas nunca senti isso que sinto por você.”

Primeiras Impressões 🌷

Olá leitores, hoje trago as primeiras impressões do livro O DEVASSO E A VIÚVA VIRGEM, spin-off da série Alma de Cowboy, que eu estou lendo em parceria com a autora, D. A. Lemoyne.

Eu não posso ver um dos cowboys da autora e não ficar logo apaixonada nele.

É simplesmente impossível para mim, resistir a toda a aura que estes provocam em mim.

Então, junte um cowboy raiz, devasso, lindo e com traumas do passado e pronto, já fico doida de amores.

Nessa história temos personagens opostos, de um lado esse cowboy delícia que falei acima e uma mocinha que é viúva, virgem e querendo muito aproveitar agora a vida.

Os dois são combustão e desejo imediato. E acompanhar a história deles está sendo uma delícia para mim.

Mas como falei, sou suspeita. Porém, eu sei que se vocês lerem, vão entender o porque já estou tão obcecada por esta história.

O livro está disponível no Kindle Unlimited e também para quem quiser adquirir o e-book direto no site da Amazon.

Vou deixar a sinopse abaixo para conhecerem um pouco mais sobre a história.

Sinopse 🌷:
Ele é gostoso, safado e um solteiro convicto, mas Maribelle está decidida a domar o cowboy devasso.

O milionário Wyatt Gray, assim como seus primos texanos, é um homem do campo.
Membro da tradicional família de cowboys, mas da parte do Wyoming, passou anos correndo o mundo para escapar da convivência com o pai, a quem odeia.
Cansado de viajar sem criar raízes, ele decide se estabelecer em Grayland, a pedido de sua tia-avó, Mary Grace.
Wyatt tem o mundo aos seus pés: mais dinheiro do que pode gastar e mulheres se jogando em cima dele por onde quer que vá.
Logo, a fama de mulherengo com apetite insaciável para o sexo o faz receber o apelido de cowboy devasso, o qual ele se orgulha de honrar.
A última coisa que deseja é compromisso, assim, escolhe parceiras com as mesmas expectativas.
Para azar dele, entretanto, a santinha da cidade, Maribelle, conhecida como “a viúva virgem”, após se livrar dos desmandos do pai, decide que domará o safado.
Ou melhor, fará dele, um safado para uso exclusivo.
O que ela não sabe, é que o “felizes para sempre” que tanto almeja talvez nunca se realize.
Há um segredo que pode impedir que eles fiquem juntos.

Atenção: pode conter gatilhos.

Aviso: O Devasso e a Viúva Virgem, novela (livro que é bem maior do que um conto, porém, menor do que um romance regular) spin-off da série Alma de Cowboy, é um volume único. Por ser com casais diferentes, cada livro da saga pode ser lido separadamente, mas é provável que o posterior contenha spoilers dos anteriores.

Resenha: O jardim das borboletas / Dot Hutchison

Resenha: O jardim das borboletas / Dot Hutchison

💬 “Será que toda beleza deve ser conservada?”

Resenha 🌷

304 páginas // Dot Hutchison // Planeta de Livros Brasil
Olá leitores, hoje trago a resenha do livro O JARDIM DAS BORBOLETAS — NEM TODA BELEZA SERÁ CAPTURADA, que eu recebi e li em parceria com a editora, Planeta dos Livros Brasil.

Numa grande mansão isolada de tudo, existia um belíssimo jardim.

Flores, uma paisagem exuberante e digno de ser admirado, se apenas ele não tivesse uma particularidade do’entia: jovens mulheres, seques’tradas, mantidas por um homem obcecado pela beleza, e por transformá-las em suas borboletas.

Afinal, uma vez capturadas, elas teriam que se submeter a tudo o que ele desejasse, inclusive, receber um novo nome, e a marca de uma espécie de borboleta em seu corpo.

Quando então, este lugar é descoberto, uma das “borboletas” e levada para prestar depoimento, e resta-lhe a função de contar tudo o que passou ao longo do tempo naquele lugar marcado pela obsessão.

🌷 PERTURBADOR.
Absolutamente perturbador.

Não é uma história que você lê e se esquece com facilidade. Pelo contrário, depois que você começa esse livro, você fica totalmente obcecado em saber como a história irá terminar.

Nem preciso falar a quantidade de gatilhos que está história pode despertar, porque a autora conseguiu construir uma trama com uma riqueza de detalhes impressionante.

O livro conta a história de um homem de aparência comum, com bastante dinheiro, mas que por trás desta fachada, esconde uma obsessão maluca: a de colecionar mulheres e transformá-las em suas borboletas particulares.

A história é narrada por dois pontos de vista, um dos agentes do FBI, que interroga uma das sobreviventes, e outro ponto que é a própria Maya, relembrando a história.

Eu confesso que tive sentimentos dúbios em relação a esta personagem em particular, porque, para mim, ela é uma grande manipuladora, capaz de qualquer coisa. Não consegui confiar totalmente nela, por mais pesados que seus relatos tenham sido.
Fiquei o livro todo desconfiada e pensando que existia mais coisas naquela história do que verdadeiramente contou.

É um livro que volto a afirmar, perturbador. Mais perturbador, porque você começa a imaginar as cenas, pensar em como nós, na verdade, não conhecemos verdadeiramente a mente de uma pessoa, e que o mal pode estar do nosso lado, e não acabamos nem ficando sabendo dele.

É um thriller excepcionalmente bom, porém, não é indicado para todos, afinal, visto que após você adentrar no jardim, ficará difícil você sair pensando da mesma forma.