Resenha: Era uma vez no outono / Lisa Kleypas

Resenha: Era uma vez no outono / Lisa Kleypas

Resenha

288 páginas || @lisakleypas || @editoraarqueiro ⠀⠀⠀⠀
Olá leitores, hoje trago a resenha do livro ERA UMA VEZ NO OUTONO que é o segundo livro da série as 4 estações do amor.
⠀⠀⠀⠀
Lilian Bowman é tudo, menos uma mulher delicada. E quando sua família sai dos Estados Unidos em busca de entrar para a aristocracia londrina ela sabe que não vai achar nenhum homem que entenda seu gênio e sua forma de ser.
⠀⠀⠀⠀
Quando seu caminho acaba cruzando com Marcus Marsden, Lorde Westcliff, um dos homens mais ricos e poderosos de Londres ela só pensa em se manter o mais distante possível deste homem arrogante e que se acha melhor do que todos a sua volta.
⠀⠀⠀⠀
Mas uma viagem acaba mudando o plano de ambos e um desejo forte e ardente começa a surgir.
⠀⠀⠀⠀
Porém Lilian é totalmente inadequada para os padrões de uma Lady, e Marcus ficará entre o desejo desesperador e o dever se ter um casamento com uma jovem doce e recatada, ou seja, tudo o que Lilian não é.
⠀⠀⠀⠀
🌷 Eu já disse hoje que eu amo fortemente casais que brigam muito? Sim, eu amo! Eu sempre acho que o amor e o ódio andam lado a lado, e que por serem sentimentos muito fortes, eles acabam colocando tudo em jogo na maioria das vezes.
⠀⠀⠀⠀
E eu adoro casais onde ambos são totalmente diferente um do outro, até porque isso acaba trazendo ao outro o que falta em si.
⠀⠀⠀⠀
E este casal brigou, brigou muito o livro todo. Mas a força do amor foi maior que tudo.
⠀⠀⠀⠀
Eu amei o fato da Lilian não deixar de ser quem ela era por causa dos padrões que a sociedade Londrina impunha, e amei o fato do Marcus aceitá-la mesmo assim e não querer mudá-la a todo custo.
⠀⠀⠀⠀
Até porque o amor é isso. É aceitar as diferenças. Tudo por amor.
⠀⠀⠀⠀
Amei intensamente este livro e ele só me fez ter mais certeza de que eu sou capaz de ler tudo o que a Lisa escrever.

Resenha: A promessa das terras altas / Hannah Howell

Resenha: A promessa das terras altas / Hannah Howell

Resenha 🌷

252 páginas // Hannah Howell // Editora Arqueiro
Olá leitores, hoje trago a resenha do livro A PROMESSA DAS TERRAS ALTAS, que recebi em parceria com a Editora Arqueiro, e que foi lido pela colaboradora, Helena.

Eric Murray está determinado a conseguir de volta as terras que eram de seu pai, e que são suas por direito.

E para isso, ele parte para o clã do qual nasceu, com o objetivo de não só assumir ele, mas também de ajudar as pessoas pertencentes ao clã.

Contudo, no meio do caminho, ele acaba cruzando com uma mulher que está sendo atacada por assassinos.

Com isso, ele percebe que precisa ajudá-la de qualquer forma, mesmo sabendo ainda pouco a seu respeito.

Bethia Drummond sabe que ou ela foge com seu sobrinho, ou ele será assassinado como seus pais, já que a família do cunhado, planeja tomar para si toda a herança.

E quando um homem a ajuda, no meio do nada, ela sabe que contar com ele é a sua única solução, pois, continuar fugindo sozinha com um bebê, é ainda mais arriscado.

Porém, ela não contava que fosse sentir em seu coração, sentimentos por um homem totalmente desconhecido, mas que parece ser o único capaz de ajudá-la, sem de fato querer nada em troca.

🌷Este é o terceiro livro da série Os Murrays, e era um livro muito aguardado por mim, já que tinha gostado bastante dos dois livros anteriores.

E na história, vamos acompanhar o Eric Murray, que foi um personagem do qual gostei muito, porque o jeito dele foi super encantador. Um homem corajoso, dedicado, forte, e que faz qualquer coisa em prol de ajudar as pessoas.

E a Bethia, então… ela sabia que o que precisava fazer era o certo, e não tem medo de correr riscos para ajudar seu sobrinho, mesmo que para isso ela tivesse que colocar sua vida em jogo.

Além disso, a história se passa nas Terras Altas, o que por si só, já me conquista mais ainda, porque eu amo histórias medievais ambientas em terras escocesas, ainda mais quando conhecemos mais ainda sobre a cultura deles.

E história é bem rápida, tanto que eu li o livro em pouquíssimas horas, porque fiquei bem envolvida com os personagens, e curiosa para saber como a trama iria se desenrolar.

Finalizada então este terceiro livro, e ansiosa para saber se a editora irá publicar também os demais livros da série.

Resenha: Segredos de uma noite de verão / Lisa Kleypas

Resenha: Segredos de uma noite de verão / Lisa Kleypas

Resenha 🌷


288 páginas || @lisakleypas || @editoraarqueiro ⠀
Olá leitores, hoje trago a resenha do livro SEGREDOS DE UMA NOITE DE VERÃO, que é o primeiro livro da série As quatro estações do amor. ⠀
“Um encontro inesperado às vezes trás à tona desejos que jamais pode se esperar”

Anabelle Peyton é uma das mulheres mais lindas de Londres. Doce, gentil, carismática é tudo o que um bom partido poderia querer em uma esposa, exceto pelo fato de não ter nenhum dote e sua família estar cada vez mais empobrecida. ⠀
E então, a cada temporada que passa, os convites para dançar acabam ficando escassos e seus pretendentes atuais não são adequados.

Até que cansada de ficar sentada num canto, ela se une a mais 3 moças que passam por algo semelhante e traçam um plano: casar cada uma delas com homens que consideram adequados. ⠀
Simon Hunt é milionário. Um empresário de sucesso e que apesar de não ser nobre, possui influencia por seu dinheiro e poder, mas ele não quer uma esposa. Ele quer somente uma amante, e Anabelle parece ser o tipo de mulher ideal para isso. ⠀
Mas beijos enlouquecedores, brigas constantes, e um desejo insano, acabam mostrando que nem sempre o que se deseja é de fato melhor pra si.

🌷 Eu simplesmente me apaixonei por este livro.
A Lisa é magnífica ao criar todo um enredo e te apresentar personagens secundários a fim de criar um ambiente tão familiar, que é impossível você não se apegar aos personagens.

Este casal me encantou. Ao mesmo tempo que eu queria bater na Anabelle, eu entendia os receios dela. E ao mesmo tempo que eu entendia o jeitão grosseiro do Simon, eu via que por dentro ele era um homem doce e gentil.

Sabe aquela história que encanta o coração? Pois é esta, fora que você acompanha antes do final a vida deles casados.

Eu amo casais que evoluem. Que mudam, e que aprendem um com o outro. Amo o fato de preconceitos numa época tão difícil pudessem ser quebrados, mesmo que nos livros.

Eu li este livro bem rápido e fui dormir de madrugada e só pensava: eu não preciso dormir. Eu preciso de respostas kkk.

Livro apaixonante, casal que se completa e um enredo que só me faz querer saber mais sobre todos os demais personagens.

Resenha: Proibida para o mafioso / Jessica Macedo

Resenha: Proibida para o mafioso / Jessica Macedo

💬 “Estou disposto a pagar o preço para ter você e posso lidar com a dor que vier com isso.”

Resenha 🌷
430 páginas
Olá leitores, hoje trago a resenha do livro PROIBIDA PARA O MAFIOSO, segundo livro da duologia Máfia Lansky, que li em parceria com a autora, Jessica Macedo.

Logan Lansky perdeu os pais ainda muito novo, e foi criado desde então pelo tio, que o treinou para ser o consigliere da máfia.
E Logan, sempre soube que deveria pôr os interesses da máfia acima de tudo.

Contudo, existe algo que ele deseja mais do que tudo nessa vida.

Lauren Lansky sempre foi criada como uma princesa, tendo tudo o que o dinheiro poderia pagar, porém, o preço de ser irmã do chefe da máfia, era que escolher um marido não estava nas coisas que poderia ter, portanto, teria que aceitar o homem que seu irmão escolhesse.

Mas como falar para seu coração que ele não pode amar seu primo?

E se eles quiserem viver esse amor, precisam saber que mais do que o amor está em jogo, e decidir do que são capazes de abdicar em busca desse amor que nutrem escondido em seus corações.

🌷Romance de máfia = tudo para mim.

Desde que eu comecei a conhecer esse gênero que tem dominado meu coração, não consigo mais parar de ler.

E foi isso que aconteceu comigo quando comecei está história.
Eu simplesmente não consegui parar de ler até acabar.

Foi uma leitura tão rápida, que quando eu vi já estava acabando, e nem senti as páginas passando.

A trama conta com um casal que sabe que o amor deles é proibido, mas mesmo assim, não conseguem obrigar o coração a deixar de desejar e amar um ao outro.

E eu me apaixonei pela força do Logan. Ele foi capaz de tudo para poder viver com a mulher que ama, e esse altruísmo dele me conquistou além da conta.

A Lauren é aquela mocinha doce, mas que quando decide que chegou a hora de viver o amor, ela pode qualquer coisa em prol dele.

Os dois tem uma química intensa, e que foi impossível que eu como leitora não sentisse ela.

Fora isso, o livro conta com bastante ação, várias cenas com os membros da máfia, e que me deixou presa pensando o que poderia acontecer a cada capítulo lido.

Enfim, foi um livro que adorei ler, e que não vejo a hora de ler outros livros da autora ❤️.

Resenha: A noiva inesperada do sheik / Mari Cardoso

Resenha: A noiva inesperada do sheik / Mari Cardoso

💬”Amor não era só sobre demonstrações extravagantes, joias, presentes caros ou um eu te amo a cada dois segundos. Amor era estar junto, sobreviver às dificuldades, levantar quando o outro caísse, equilibrar a balança, ser amigo, ter paciência e levar paz. Amar era um desafio diário.”

Resenha 🌷

resenhameuromeo

301 páginas // @mcmaricardoso
Olá leitores, hoje trago a resenha do livro A NOIVA INESPERADA DO SHEIK, segundo livro da série casamentos de conveniência, eu li em parceria com a autora, Mari Cardoso.

Abdar Khan sempre soube os deveres de ser um príncipe, e futuro herdeiro de um império, mas mesmo sabendo de suas obrigações futuras, ele não deixou de aproveitar sua vida.
Afinal, dinheiro não era problema, e ele sabia do charme que tinha, e sempre gostou de aproveitar sua solteirice durante bastante tempo.

Porém, ele sabe que com o passar os anos, é dever dele se casar e ter uma família.

E o momento acabou de chegar, já que seu pai conseguiu uma noiva que seria totalmente adequada tanto para ele, bem como para os interesses do império.

Rawan viveu durante muitos anos sozinha, já que seu pai a enviou a Londres para ela estudar e tivesse um grande futuro.

Contudo, ela sabe que ter nascido em seu país, carrega certos costumes e que em algum momento ela terá que aceitar um casamento arranjado por seu pai.

Porém, o que ela não esperava, era que neste acordo, ela fosse encontrar mais do que jamais sonhou.

🌷E chegamos ao fim de mais um livro da Mari Cardoso, e mais uma vez terminei a história apaixonada.

E Abdar mesmo sendo um solteiro convicto, sempre soube dos seus deveres de herdeiro, e foi um homem íntegro em todos os momentos.
O jeito como ele foi criado, acredito que contribuiu muito, pois, mesmo vivendo em um país de cultura árabe, onde os costumes são mais rígidos, seu pai sempre foi a favor de mudá-los.

E quando ele se depara com um casamento arranjado, ele não tem medo do que o futuro o espera.

E quando ele conhece a Rawan, ele descobre que ganhou mais do que uma noiva e futura esposa, mas uma amiga, e uma mulher que estaria ao lado dele em todos os momentos.

A construção do relacionamento é feita de forma gradual, e foi uma delícia acompanhá-la durante toda a história.

Além disso, a forma como a Rawan vem para ser uma luz de juventude num império ainda com poucos direitos para as mulheres, foi maravilhoso.

Separei um trecho que me marcou e que eu particularmente gostei bastante que foi:
“Equidade não é querer que mulheres tomem o lugar dos homens. Tem espaço para todo mundo. Tem abertura para que a mulher seja respeitada pela escolha de vida que tomar. Se ela quiser ficar em casa com os filhos, tudo bem. Se ela quiser sair e trabalhar, tudo bem também. Sonhar com condições igualitárias não deveria ser motivo de morte.”

E eu amei demais a forma como a autora trabalhou sobre equidade na história, e como eu torço para que tudo o que aconteceu ali, de fato aconteça em todos os países com cultura árabe.

Além disso, a trama trouxe um antagonista, que me fez odiá-lo com todas as forças, e que me deixou mais ainda presa na trama, querendo ver em que momento o castelo de areia dele iria ruir.

E por fim, não posso deixar de recomendar vocês esta história, que tem tudo para conquistar os amantes de casamentos de conveniência, bem como os apaixonados por sheiks e pela cultura árabe.