Resenha: Doce Lar / Tillie Cole

Resenha: Doce Lar / Tillie Cole

💬 “Lar é estar com a outra metade de sua alma, com a pessoa que compartilha seu pesar e te ajuda a levar o peso da perda. O lar está na pessoa que, apesar de todas as coisas, nunca desiste de você e te traz felicidade eterna.”

Resenha 🌷

390 páginas // Tillie Cole // Clube Essência
Olá leitores, hoje trago a resenha do livro DOCE LAR, primeiro livro da série sweet, que recebi em parceria com a editora Essência, e foi lido pela colaboradora, Juh Pongeluppe.

Molly Shakespeare é uma estudante bem dedicada.
Até porque, por conta de alguns traumas em sua vida, a forma que ela encontra de esquecer de seus problemas é estudando.

Não é à toa, que ela estudou em Oxford e acredita saber sobre praticamente qualquer assunto.

Contudo, quando ela se muda da Inglaterra para os Estados Unidos, ela vai descobrir que não domina assim tantos assuntos como imagina.

Ainda mais em relação ao amor.

Afinal, ao conhecer o famoso quarterback de sua nova escola, Romeo Prince, ela acaba não conseguindo resistir ao magnetismo e a atração que surge entre eles.

E no meio desse relacionamento, ela aprenderá mais sobre ela, do que qualquer livro poderia ensinar.

🌷Eu sempre tive muita curiosidade em ler outros livros da autora, já que meu primeiro contato com sua escrita foi no livro “mil beijos de garoto”.

Então, quando vi que o segundo volume desta série iria sair, decidi conhecer a história deste primeiro livro.

E não posso negar, que assim como a minha primeira experiência com a autora, está história foi bem fluida.
A narrativa da autora é rápida, com aquele romance com fortes doses de drama, que acaba deixando o leitor envolvido.
Porém, certas coisas me incomodaram durante a história.

Aqui vamos conhecer uma mocinha que acabou sofrendo demais, e encontrou nos estudos sua válvula de escape.

Contudo, esse jeito de ser dela de fugir das coisas, e acredito que por conta da idade, acabou atrapalhando um pouco com que ela amadurecesse seu jeito de ser e tratar as pessoas.

O Romeo é um fanático por controle. Ele precisa ter controle sobre tudo, e devido a isto, acaba sendo às vezes um pouco bruto no jeito de falar, o que impediu que eu me conectasse um pouco com ele.

O romance acontece rápido, já que ambos os personagens se apaixonam rapidamente.
Mas como falei anteriormente, a pouca idade deles e a talvez falta de experiência em relacionamentos, faz com que eles tomem decisões equivocadas, e que acaba atrapalhando o desenvolvimento do relacionamento e principalmente da confiança entre eles.

É aquele típico clichê mocinha nerd com mocinho popular, que apesar das diferenças, vão acabar se deixando entregar pelo amor.

Uma das coisas que mais gostei na história, foram as amigas e o amigo dele, o que me motivaram demais a ler a sequência, pois, acredito que vou gostar muito de suas histórias.

Apesar dos pontos que citei acima, sei que muitos vão gostar da história, ainda mais para os apaixonados por romances onde os personagens têm várias diferenças, mas que encontram nelas uma maneira de viver um grande amor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s