Resenha: Todas as coisas que eu sonhei / Mari Cardoso

Resenha: Todas as coisas que eu sonhei / Mari Cardoso

✨ “Admirei-o ainda mais pela maturidade emocional em lidar com a dor do fim. Chase me destruiu em muitos aspectos, mas aprender com Sawyer estava me ajudando a colar os pedaços que meu ex-marido fez questão de estilhaçar.”

Resenha ✨

531 páginas // Mari Cardoso
Olá, leitores. Hoje trago a resenha do livro TODAS AS COISAS QUE EU SONHEI, que eu li em parceria com a autora, Mari Cardoso.

Elizabeth Nichols aprendeu da pior forma possível que o amor pode machucar e muito.

Traída por duas das pessoas que mais amava e confiava, ela aprendeu da pior forma que não dá para confiar as pessoas.

Querendo recomeçar e após receber uma proposta bem tentadora, ela se muda para Nova York para assumir toda a ala de um dos hospitais mais renomados do país, mas que passa por uma séria crise em especial nesta ala.

Contudo, durante uma ida a um bar, ela conhece um homem misterioso, mas extremamente charmoso, que mostrou que ela pode se divertir e muito nesta nova cidade.

Mas, no dia seguinte, um mal-entendido pode por tudo a perder.

Sawyer Reedburn acaba de sair de um casamento fracassado. Sendo o chefe de cardiologia de renomado hospital, ele está acostumado ao dia a dia insano que acompanha seu trabalho.

Ele só não contava que fosse conhecer uma linda mulher num bar, que fizesse ele questionar se já estava na hora de entrar num novo relacionamento.

Porém, ele vai ter que provar a ela que aquilo que viu não é bem verdade e mostrar que pode confiar nele.

Juntos, eles vão descobrir que o verdadeiro amor não machuca e só traz paz aos corações.

✨O tanto que eu me envolvi com este livro não está escrito.

A Elizabeth sofre de ansiedade e eu me vi muitas vezes da mesma forma que ela ficava em alguns momentos. E isto fez com que eu me apegasse muito a sua personalidade.

Além disso, foi tão bonito ver ela aprendendo a confiar novamente. Ver o quanto o Sawyer soube ser paciente, leal, amoroso, divertido e um homem sem igual.

Eu adorei a maneira como os dois começaram a se relacionar e como o Sawyer foi quebrando todas as barreiras do coração da Elizabeth.

Além disso, ambos os personagens são médicos e a autora quando escreveu soube falar muito bem sobre a rotina de um historial.
Grande parte da história se passa naquele ambiente, então, ali nos apegamos não somente a história deles, mas também dos personagens secundários.

Eu me vi totalmente apegada a história, e não conseguia parar de ler. Fui durante todo o livro falando “vou ler mais um capítulo e parar para fazer outra coisa”, e eu simplesmente não conseguia.

A cada beijo, a cada cena do casal, a cada situação que acontecia no hospital e eu não conseguia me desconectar da história.

E diferentemente dos livros da autora, este livro possui cenas mais dramáticas, mas que foram conduzidas perfeitamente bem. Eu consegui sentir a dor dos personagens e achei incrível como a autora conseguiu também deixar o livro muito apaixonante.

Então, se você gosta de livros com rotinas médicas, romance, um amor lindo e uma história viciante e encantadora, vai se apaixonar por essa história.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s